SESI Matão realizará Oficinas Sociais em Taquaritinga

O Programa de Trabalho Social beneficiará 1801 cidadãos do município

 Por: Sesi Matão
26/05/202116:45- atualizado às 17:12 em 26/05/2021

O SESI Matão, através de contrato recém celebrado com a Prefeitura Municipal de Taquaritinga, atenderá Oficinas Sociais, oriundas do Programa Casa Verde e Amarela (anteriormente conhecido como Minha Casa Minha Vida). A parceria que conta ainda com a participação da Caixa Econômica Federal, é resultado de um trabalho integrado entre o Serviço Social da Indústria e a Secretaria de Desenvolvimento e Promoção Social do Município de Taquaritinga, que permitirá o atendimento de 1801 pessoas, moradoras dos empreendimentos “Bosques de Santa Luzia” e “São Sebastião” da cidade de Taquaritinga.

De acordo com o Programa de Trabalho Social, as oficinas oferecidas à população contarão com Atividades Socioculturais (Hip Hop, Lazer, Atividades para 3º Idade e Recreação), de Educação Social (Apoio a Gestão Condominial), Cuidados Patrimoniais (Oficina de Reparos Domésticos) e de Desenvolvimento Econômico e Geração de Renda (Oficinas de Confeitaria, Ajustes e Conserto de Roupas, Desenvolvimento de Embalagens Personalizadas).

No empreendimento “Bosques de Santa Luzia” a previsão de duração do atendimento é de seis meses, já no “São Sebastião” a previsão é de três meses. Todo esse trabalho será executado pelo SESI Matão, através de cronograma desenvolvido junto à Caixa Econômica Federal e o Município de Taquaritinga.

Segundo o Coordenador de Relações com a Indústria e Comunidade do SESI Matão, Fabio Salomon, o início do trabalho depende agora da melhora da situação da pandemia. “Nossa expectativa é que esse trabalho seja iniciado no segundo semestre de 2021”. Afirma Fabio.

“Recentemente nos reunimos com a Caixa e a Secretaria de Desenvolvimento Social do Município e estudamos alternativas de atendimento. O próximo passo é elaborar um cronograma junto ao CRAS de cada região para começarmos assim que possível esse trabalho tão importante à população destes empreendimentos. Mas para isso temos que garantir a segurança dos participantes seguindo todos os protocolos e recomendações das autoridades sanitárias”. - completou Salomon.