Escola SESI de Tatuí vence competição virtual de robótica

Ao propor soluções inovadoras para o Mundo 4.0, estudantes dos ensinos Fundamental e Médio conquistaram, no total, 39 prêmios no Torneio eRobótica SESI

 Por: Karina Costa, SESI São Paulo
28/08/202013:58- atualizado às 15:30 em 28/08/2020

Doze medalhas de ouro conquistadas pelos alunos de Tatuí consagraram a escola como vencedora do Torneio eRobótica SESI! No campeonato virtual, em que participaram mais de 4400 equipes de estudantes da rede escolar da instituição em São Paulo, o desafio foi desenvolver projetos com a temática “Mundo 4.0”.

As primeiras posições no pódio foram garantidas por Tatuí em quatro das sete categorias do campeonato: Desenho, Maker, Minecraft e Studio. E, no total, os projetos apresentados pelos alunos dos ensinos Fundamental e Médio da escola receberam 39 medalhas – além das 12 de ouro, foram 11 de prata e 16 de bronze.

“O que mais surpreendeu foi o engajamento de uma parcela significativa da comunidade escolar, justamente num momento de isolamento social. A criatividade dos alunos, as soluções encontradas nas diferentes categorias, a quantidade de medalhas alcançadas, tudo isso nos enche de esperança por dias melhores. Nossos alunos têm um futuro brilhante pela frente”, declarou o diretor escolar de Tatuí, Saulo Francoso.

Para propor e criar tais soluções inovadoras, entre os meses de junho e agosto, os alunos dos ensinos Fundamental e Médio do SESI-SP participaram de encontros online em que foram ministradas 200 horas formativas nas áreas de Ciências, Tecnologias, Robótica, Criatividade, Artes, Entretenimento Digital, Lógica de Programação e Matemática.   “Os alunos precisaram estudar para programarem e criar projetos com a ajuda de aplicativos, por exemplo, além de refletir sobre o momento em que estamos vivendo e o futuro que gostariam para o mundo. O campeonato virtual estimulou também o trabalho em equipe, a aprendizagem colaborativa, mesmo à distância. Por se tratar de um torneio educacional, junto com a diversão, vem a aprendizagem, e esse conjunto de novas ferramentas e competências proporcionou isso”, refletiu o coordenador do programa de Robótica do SESI-SP, Ivanei Nunes.

Vamos conhecer algumas das ideias que renderam medalhas para a escola? Confira os projetos:

 

Alunas usaram APP para criar pontos de ônibus e transporte coletivo inclusivos e sustentáveis

As amigas Adriely Camargo, Giovana Piatto e Laura Uemura utilizaram o aplicativo Studio para a criação de um sistema de transporte em que ônibus e as paradas desses transportes coletivos são inteligentes, inclusivos e sustentáveis, fazendo o uso de energia limpa e facilitando a vida do usuário. Com a ideia, o grupo Ilyar recebeu uma medalha de ouro e duas de prata.

 

Projetos simulados no game para computador Minecraft renderam 5 medalhas de ouro para Tatuí

A equipe Ecomine, que concorreu entre times da 4º e 5º séries, criou uma casa motorizada, a EcoHome, e se destacou pelo “Protótipo”. Equipada com coletor de energia solar, o motorhome é elétrico, tem luzes e faróis de LED, e tratamento de água para reaproveitamento.

Também levou ouro o protótipo criado pelo time Robotiqueiros, competidor entre alunos do 6º ao 9º ano. No Minecraft, eles criaram um restaurante fast-food equipado com canos e elevadores acoplados às mesas para a entrega dos lanches preparados em uma cozinha subterrânea. No teto do prédio sustentável há espaços para painel solar, além de um bosque e uma horta.

Medalhistas de ouro em “Protótipo”, “Mentor” e “Desafio”, os garotos da Shelby’s, estudantes do Ensino Médio, capricharam no projeto da “Casa do Futuro”. Unindo sustentabilidade e tecnologia, é feito o reaproveitamento da água utilizada no local e seus habitantes plantam tudo o que consomem. Além de feita toda em material transparente para aproveitar a luz natural, a casa conta com placas para captar energia solar, inclusive para iluminar a vizinhança.

 

Quatro medalhas de ouro na categoria “Desenho”

O desenho da aluna Sophia da Mota Bertin, que competiu com estudantes do 6º ao 9º ano, rendeu os prêmios “Mídia Digital” e “Valores SESI”. Ela ilustrou o Mundo 4.0 com pessoas de diferentes etnias conectadas e vivendo de forma harmônica junto aos robôs. “No Mundo 4.0, os robôs são amigos dos homens”, declarou na apresentação de sua ideia.

A equipe Team Hessel, representada pela aluna Luiza de Morais, também trouxe duas medalhas de ouro para Tatuí ao receber os prêmios “Protótipo” e “Mundo 4.0”. A partir de seu desenho, o time do ensino fundamental explorou os aspectos de funcionalidade, inovação, criatividade, custo e sustentabilidade (utilizando o conceito 5R - Reduzir, Reciclar, Reutilizar, Recuperar e Reintegrar).

 

Máquina de venda automática feita com materiais recicláveis levou ouro na categoria Maker

A famosa máquina de venda direta para a compra de itens como refrigerantes, salgadinhos e livros, ganhou uma nova versão. Na categoria dedicada à criação de protótipos inteligentes e sustentáveis utilizando materiais e objetos disponíveis em casa, a equipe AZMAX, competidora entre times da 4º e 5º séries, imaginou uma máquina feita com materiais recicláveis que seriam descartados. Para adquirir o produto eleito pelo time, o refresco em pó, basta escolher o sabor, acionar o botão e pronto! O pacotinho do suco desejado cai na abertura do protótipo da Juice Machine.

 

Alunas programaram animações na plataforma Scratch e levaram três medalhas

A categoria Scratch rendeu três medalhas de bronze para duas equipes formadas por garotas. Vencedor do prêmio “Sustentabilidade”, um dos times, formado por alunas do 5º ano, propôs construir um caminhão movido a combustível feito a partir do lixo, e que também emita menos gases tóxicos.

Um outro grupo de alunas, do time Robotic Girls, concorrentes entre projetos do 6º ao 9º ano, levou os prêmios “Mídia Digital” e Mentor” ao criar uma animação em que uma personagem apresenta soluções simples para o desenvolvimento tecnológico sustentável.

 

Confira o ranking das 10 unidades escolares mais premiadas:

 

 

Para assistir à final, acesse aqui.

Leia também